5 tratamentos modernos contra as estrias

Quando o assunto é a boa forma, toda mulher vai dizer que a celulite incomoda, mas que há muito pior e que começa a atacar desde a adolescência: as famosas estrias. Quando elas começam a aparecer, muita menina bonita se desespera e procura saber o que fazer para acabar com elas.

Com o avanço da tecnologia, nem tudo está perdido para quem busca o corpo perfeito. Alguns tratamentos  contra as estrias já conseguem eliminá-las e, nos casos mais graves, pelo menos atenuar as terríveis marquinhas.

Para quem está realmente preocupada e já tentou todas as soluções caseiras, existem cinco tipos de tratamentos que começam a revolucionar as coisas nessa área.

Radiofrequência fracionada

radio

É considerado o tratamento cinco estrelas na Europa. Essa nova tecnologia consegue penetrar de forma mais profunda e homogênea na pele, sem machucar tanto a superfície, o que acontece com muitos lasers. Assim, diminui o relevo da estria, deixando a pele mais uniforme. Como a eletricidade é o elemento condutor, pode ser utilizado em todo tipo de pele, independentemente da melanina. Com baixo risco de complicações, o método chega atingir os 90 por cento de eficácia. O tratamento varia de uma a cinco sessões e os resultados já podem ser conferidos na segunda. Não é indicado a gestantes.

Laser ablativo fracionado CO2

laser

O uso do laser pode ser aplicado em ambas as fases das estrias, tanto a branca como a vermelha. Na fase avermelhada, ele fecha os vasos sanguíneos de tamanho pequeno, estimulando a produção de colágeno na área afetada, diminuindo o tamanho das estrias e dando uma aspecto mais natural à pele. Na fase esbranquiçada, o laser ajuda a formar o colágeno mas agora diminuindo a largura das estrias, preenchendo-as. O laser de CO2. É contra-indicado o seu uso em grávidas, pacientes sensíveis à luz ou com históricos de problemas com cicatrização. Quanto o laser é usado juntamente com a aplicação de cremes, os resultados são melhores.

Subcisão

subcisão

O que acontece aqui é uma separação do tecido da pele a partir do tecido mais profundo da estria. O sangue e as células da cicatrização e da coagulação causa uma nova cicatrização visando a uma maior homogeneidade da pele afetada. Existe um riso de hiperpigmentação, com o escurecimento da pele, que pode ser tratado depois.

Peeling de cristal

peeling

Elimina a camada superficial da pele de uma forma suave, levando a uma regeneração das células. A pele é lixada através de óxidos de alumínio. Esse tratamento é considerado um coadjuvante e os resultados são poucos se for feito sozinho.

Cremes hidratantes com ácido retinóico

retinoico

 

CURTA NOSSAS PÁGINAS PARA RECEBER MAIS DICAS


Saúde em Geral


Treino e Dieta Fitenns